Not so it: a marca!

Não me pergunte exatamente como surgiu essa ideia de girico de ter uma marca de camisetas. A bem da verdade, ela deve ter surgido de uma sugestão despretensiosa bem do tipo “vamos ter uma marca de camisetas?”. O porquê de essa opção ter ido pra frente e as outras, do tipo “vamos morar na praia e viver de vender camarão?” e “vamos montar uma dupla de DJs que vive de mixar sertanejo?”, terem ficado pra trás, a gente não sabe.

Só sei que eu e Juan sempre tivemos uma ideia muito clara de quem eram as pessoas que liam o que a gente escrevia aqui. E sempre tivemos muita certeza do que pensamos em relação à moda, mercado, dinheiro e etc e soubemos, a partir deste espaço aqui, que muita gente tinha opinião parecida. Assim, não foi difícil imaginar como seria a nossa marca caso um dia ela existisse: básica sem ser chata, democrática, ótimo custo/benefício e com um toquezim de humor.

Eis que, depois de quase um ano e meio de muitas e muitas e muitas noites sem dormir, a marca Not so it sai do papel!

pulando-comemoracao

Gente, só que já tentou começar um negócio próprio sabe o quanto isso é difícil. No nosso caso, parece que Murphy estava o tempo todo sentado com o pé esticado esperando pra gente tropeçar mais uma vez. Eu sei que parece impossível acreditar nisso, mas TUDO que poderia dar errado, deu. Com força. Quem esteve com a gente durante todo o processo sabe que dessa vez eu não estou exagerando.

MAS, o tempo todo eu fiquei com uma frase na minha cabeça (que mais tarde veio a se tornar uma das nossas estampas!): “if not now, then when?”. E nós insistimos! Até hoje podermos vir aqui pra mostrar pra vocês WHAT NOT SO IT IS ALL ABOUT!

– Modelagem: 

Camiseta Not so it modelagem

1. Comprimento: nossas camisetas são compridas. Como eu sempre usei t-shirts, achava um saco quando, vocês sabem, “tudo” ficava assim, à vista. Desse jeito, nada aparece! Inclusive, elas são mais compridinhas atrás, pra tampar também boa parte do pandeirão!

2. Largura: nada de coisa justa incomodando por aqui. A nossa t-shirt é larguinha, bem confortável, porém acinturada pra acompanhar as formas do nosso corpo. Camiseta quadradona nunca mais! Inicialmente, nós optamos por uma modelagem mais ampla, querendo atender o maior número de “corpos” possível (já que é mais fácil cortar e apertar do que alargar, né?)! Inclusive, nossa grade vai do P ao GG! Tem pra todo mundo!

3. Decote: eu, como consumidora, sou ex-tre-ma-men-te chata com decote. E acho que é um problema pra muita gente! As meninas que têm muito peito não gostam de decotes muito fechados, as que têm pouco peito não gostam de decote muito aberto… enfim! Eu GARANTO pra vocês que nunca experimentei uma camiseta com um decote tão… tão… perfeito! Nada aparece demais, nem de menos. Foi um ponto muito pensado e corrigido vááárias vezes até alcançar a forma que consideramos ideal. E posso dizer que as meninas que compraram até agora acharam o mesmo! 😀

4. Manga: é muito comum que as camisas femininas tenham a manga mais justa. A nossa também é bem larguinha e super confortável. Permite que você se movimente melhor sem que nada incomode e é até mais fresquinha. Garanto que dá pra trabalhar com ela o dia todo sem querer chegar em casa correndo pra tirar! 🙂

__

– Moletons:

Moletom Not so it

Para o inverno, lançamos uma mini-coleção de moletons, com três estampas! Esse aí de cima tem a frase que eu citei no começo do post! 😀 Gente, os moletons foram TÃO sucesso que a gente vai expandir a coleção, com reposição das numerações que já acabaram (sim, cinco dias de existência e algumas numerações já se foram) e novas estampas! Eles são quentinhos, compridinhos como as nossas camisetas e apenas uma palavra descreve: AMOR

Já usei o meu com calça, legging, short e até por cima de vestido. Já usei com cordão grandão, cachecol e se eu estivesse nos anos 90 certamente usaria com gargantilha! Já usei com tênis, bota, sapatilha e até um scarpin poderosíssimo. Sério, é a coisa mais versátil do mundo! ❤

Se você for lá no site agora e não tiver a numeração que você quer no seu preferido, não se preocupe! As reposições estão chegando em breve!

__

– Preço e exclusividade:

Uma das primeiras coisas que nós decidimos quando demos início à criação da Not so it foi a questão do preço. Nós, que sempre falamos de moda barata aqui, não poderíamos ir contra isso na hora de criar a nossa própria marca. Por isso, cobramos pelos nossos produtos o que nós pagaríamos caso os víssemos em alguma arara. Infelizmente, não somos (ainda!) uma empresa giga com mil funcionários e precisamos terceirizar cada parte do processo, o que aumenta MUITO os nossos custos. Mesmo assim, mantivemos o preço que sempre imaginamos, desde o princípio, que confere às nossas peças um excelente custo/benefício! 🙂

Outra coisa que decidimos desde sempre foi o número de peças que produziríamos. As nossas grades são muito pequenas, ou seja, temos pouquíssimas unidades de cada tamanho. Assim, temos a possibilidade de lançar sempre estampas novas e investir em outros produtos e modelagens!

__

Bom, achei válido vir aqui mostrar pra vocês um pouco da nossa perspectiva sobre a Not so it! Estamos perdendo o medo e curtindo muito cada momentinho dessa nossa nova profissão (ui, que medo)!

Agora, corre lá no nosso site pra ver as nossas peças e, quem sabeeee, fazer umas comprinhas 😉

Um beijo pra vocês e muito obrigada!

 

 

Sapatilhas coloridas!

Então é assim, vamos falar de coisa boa!

Não conheço sequer uma menina que não goste de usar sapatilhas! Elas certamente foram uma das grandes invenções do século XX. Pra todas nós que tivemos problemas na transição adolescência – vida adulta (problema que eu, ainda bem, não tive) (até porque ESTOU TENDO), a sapatilha chegou pra dar aquela amenizada na situation. Por quê? Eu não quero deixar de usar tênis colorido, mas preciso não parecer uma idiota na faculdade ou no trabalho. O que eu faço então? Uso sapatilhas! Ah, se tudo fosse assim tão facilmente resolvível!

Então, fiz pra vocês uma seleção de sapatilhas lindas de lojas online, todas bem coloridas e com preços suuuuper amigáveis, pra gente dar aquela animada no nosso verão e talvez usá-las para matar pernilongos, que é o que eu mais tenho feito com os meus sapatos!

Vamos lá!

Agora alguém me responde: o quão difícil tem sido achar sapatos de R$39,90? E olha essa última, da Juliana Jabour. Sério, eu enlouqueci com ela e estou considerando seriamente adquiri-la para ser minha companheira de aventuras. Achei ela demais, demais, totalmente demais.

Vocês encontram as sapatilhas aqui, ó: Charmant, Ferrette, Meio Ponto, Shoestock, Bem me quer e Juliana Jabour.

Moço, me vê uma de cada com extra de catupiry, faz favor!

Beijos,

Lorena

VIPs (very important P.S.): pessoas, nunca fiz compras nos sites indicados e por isso não posso garantir a qualidade do serviço, mas fiz questão de avaliá-los, ainda que superficialmente, e todos parecem realmente trabalhar sério. Falo o mesmo quanto às marcas citadas acima: conheço quase todas, mas não posso garantir qualidade, né? Mas acho que sempre vale a pena tentar! 🙂

Sapatos <3 para usar sempre

Olha eu aqui, na madruga boladona, deixando de ler meus livros monográficos pra ficar blogueando! Sou uma vergonha para o mundo acadêmico!

Bom, eu estava procurando sapatos bonitos na internet pra colocar na minha wishlist imaginária (sim, porque a possibilidade de comprar é tão remota que até a lista é imaginária) e fui ficando enlouquecida com a quantidade de coisas que eu preciso (PRECISO, ok?). É espadrilha, sapatilha, outras coisas com ilha, e eu jamais terei dinheiro pra comprar tudo. Foi quando eu parei e pensei que esse negócio de estação é meio coisa de rico, né? Pobre não tem esse negócio, não! Compra o que dá e usa nobuck no verão, sandália flúor no inverno. É uma festa de cores e texturas mal utilizadas! Hahaha Mas dá pra seguir essa lógica sem fazer feio!

O que não dá é a gente não ser consciente. Tem que saber que não dá pra sair comprando coisa por aí sem pensar no amanhã (“é impossível compraaa-a-ar muitas coisas sem pensar no que vem amanhããã” – acabei de fazer essa paródia, cantem em ritmo de Legião Urbana). Eu acho que eu sou bem consciente. Lógico que de vez em quando a gente faz loucuras de amor, mas tem tempo que eu não sei o que é isso. Então sempre que procuro sapatos em sites, vou direto na parte de outlet procurar o que tem de bom!

Vocês sabem que o blog é novo e a gente ainda não se vendeu aos jabás (mas olha, estamos dispostos, viu? Marcas, me mandem presentes!). Tudo o que a gente fala aqui é espontâneo. Então, eu, nesse meu SURF NA WEB, achei o Calçado Online, uma loja virtual bem bacana que vende várias marcas. Fui na parte de outlet e achei tantos sapatos “atemporais” que resolvi escolher uns pra mostrar pra vocês. Todos com precinho amigável. Look:

Agora pensem comigo: qualquer um desses pares são daqueles que vale a pena a gente comprar, porque vão servir por muito tempo, e pra várias ocasiões. Desde o preto e nude básicos, até as sandálias de cores neutras e modelos bacanas. Combinações de cores que vão ser pra sempre elegantes. Gente, sério. Eu queria colocar um coraçãozinho do lado das que eu mais gostei, mas fiquei sem saber qual eu gostei mais.  E os preços? Sapato de R$69,00? É morte iminente. Os outros todos também, têm valor super possível de ser pago.

É sério, infarto do miocárdio pra todos eles.

Por isso, gente, quando o dinheiro tá fazendo falta, acho muito válido investir em sapatos assim, que são lindos e servem pra gente usar sempre! Legal, né?

Usei a Calçado Online como exemplo, mas em várias lojas online é possível achar coisas muito bacanas. As que eu sempre acesso são Anita Online e Shoestock.

Dá pra morrer, de fato.

Vou lá colocar todos no meu carrinho de compras e deixar lá pra sempre! Se alguma marca quiser me presentear, sou facilmente agradável e meu tamanho é 37. Grata!

Beijos,

Lorena

Quem não tem cão…

Caça com a primeira coisa que parece um cão mas não é!

Bom, eu não sei quanto a vocês, mas eu não tenho milhões de reais pra sair gastando por aí. Mas não é por isso que eu vou deixar de ter vontade de ter coisas belas e que me deixem mais gatinha. É meu (nosso) dever, então, fazer o famoso GARIMPO, pra achar coisas que a gente goste e que não acabem com o nosso salário.

Outro dia estive cavucando no meu guarda roupa e achei uma sandália minha bem antiguinha da Via Uno (MARTE, via MARTE! vi HOJE que tinha escrito errado no post! Me perdoem!), que eu não usava mais porque estava sem aquela capinha do salto. Quando olhei pra ela, um filme de todos os blogs que eu leio me passou pela cabeça e eu concluí (com muita boa vontade no coração, é claro): E NÃO É QUE ELA É PARECIDINHA COM AQUELA LINDA YSL?

Ela tem o mesmo design na frente, um corte meio quadrado. “Lorena, sua herege, comparando YSL com Via Uno!”, eu posso escutar as it girls gritando. POIS É, MUNDO, AGUENTA ESSA!

Deem uma olhada:

"o resto do dinheiro eu compro em picolé!"

Eu disse, é preciso ter boa vontade pra sacar a semelhança. Mas não me venham com preconceitos! Não há lugar pra isso aqui!

O modelo que eu tenho é diferente do que está na foto. Ela é preta e tem um fecho na frente. Chega a ser até mais parecida, mas não consegui nem por reza achar uma foto dela. Vou tirar uma foto da minha depois pra mostrar 😉

Ela é da coleção de inverno 2010 da Via Uno, se eu não me engano. E é a sandália mais confortável que eu tenho!

Beijos pra quem tem YSL e pra quem caça com Via Uno!

Lorena