Pechinchando no Rio, Forever 21 e not-so-look do dia

Título caótico, só porque esse post vai falar desse tudo mesmo!

Semana passada fui ao Hill de Janeiro visitar Juanito Sensação com exatos zero reais na carteira. Longe de mim ter a intenção de comprar qualquer coisa com zero reais na carteira, mas eu juro, tô virando muito mestre em achar as coisas mais legais nos preços mais esdrúxulos (“esdrúxulo” aqui é um adjetivo positivo, ok?). Daí a esperança não morre.

Fomos até a… URUGUAIANA!

fist-pump-crying-gif
Eta lugar maravilhoso! Tudo lá é tamanho família: capinha de celular do tamanho da mão do Michael Jordan, fones de ouvido que mais parecem um escafandro, paletas de maquiagem Jasmine 3D com 296 cores de sombra e 3 blushes… tudo por aproximadamente R$2. Fui cavucando, cavucando pra ver se encontrava alguma coisa, mas acabei trazendo pra casa apenas um batom da Fenzza, que eu sabia que era baratinho e de boa qualidade. Comprei o da linha Passion, número 05. Ele custou R$3,80 e eu gostei bastante da cor. Como tenho uma pele muito rosada, o fundo azulado dele combinou bem. A durabilidade é a de um batom cremoso: sai relativamente fácil, mas deixa a boca com um pouco de cor.

Imagem: notsoit

Imagem: blog Beauty Day

Imagem: blog Beauty Day

Já tinha ultrapassado a minha verba quando gastei esses R$3,80 e achei que a minha SHOPPING SPREE tinha acabado por aí (corta a cena pra um vídeo meu desses de “fashion haul”, onde as blogueiras mostram as compras que fizeram. Só que o meu vídeo tem 20 segundos  e eu mostro UM batom de menos de R$4). Até que fomos nos aventurar pelo Village Mall, lugar “onde os pobres não têm vez”, lar da nossa doce Forever 21 brasileirinha. Vou resumir a Forever 21 em algumas frases pra vocês: fila de meia hora pra entrar, fila de mais meia hora pra experimentar, mais uma fila de umas duas horas pra pagar. Acham que eu fiquei lá? Ramás. A galera SUUUPER DESCOLAAADA (sotaque paulista) que trabalha lá estava na porta pedindo pras pessoas voltarem durante a semana (fui num domingo).

Nos cinco minutos que eu andei pela loja, vi muitos acessórios baratos, mas tudo no esquema maxi-fluo-franja-pedra. Ou seja, zroinc. Achei que ia morrer com as roupas, mas não morri. Achei tudo fuén, de material mediano. As coisas mais bonitas estavam na faixa de preço da Renner (R$89,90, por aí), então não achei assim tão baratinho.

Mas falando nela… ah, Renner. Vamo voltar? A gente se separou quando comecei a não poder comprar nem blusinha de malha lá. Os preços foram subindo e a gente se afastando. Mas a Renner do Barra Shopping, cara… é igual quando você encontra o ex-peguete que agora tá forte e bonito. Dá raiva, mas você fica balançada ❤ Rodei, rodei e rodei. Experimentei umas saias lindas de R$39,90, estilo skater, com cinturinha alta, mas lógico que o esquema de tamanhos era 36 ou 48. No fim das contas, acabei me apaixonando por uma espadrilha de brilho:

imagem: notsoit

 

Na etiqueta, R$39,90. No caixa, R$29,90. Como não amar?

“Mas Lorena, espadrilha é sapato de verão, né…”. Verdade, mas pé de pobre não tem estação. Acabei usando ela hoje de um jeitinho que eu achei que não fugiu tanto do esquema outono/inverno. O fato de ela ser preta também colabora bastante!

É de celular, mas é de coração

É de celular, mas é de coração

imagem: notsoit

 

Calça: C&A
Camisa de cavalinhos: C&A
Camisa de cima: Carrefour
Espadrilha: Renner
Bolsa de franjas: Ebay
Anel: Saryta Semijoias

Queria ter combinado tudo com uma bolsa mais estruturada, mas no caso, tá em falta. Aí acabei aceitando a de franjas mesmo, e ainda achei que fez sentido junto com a espadrilhazinha.

No fim das contas, curti bastante minhas pechinchas!

Beijos e até a próxima!

Lorena

 

Anúncios

Tudo igual

Bom dia meus amigos leitores!
BOM DIAAAAA (respondem todos com grande animação)

Como disse no post de ontem, as cores estarão muito presentes neste inverno que se aproxima, e uma das tendências propostas foi a monocromia, ou seja, parte superior e parte inferior no mesmo tom. Outra proposta foi o retorno dos conjuntos, que segue a mesma ideia do monocromático porém estampado.

A tendência vale para a moda feminina e masculina, é claro que ela é super perigosa, a combinação tem que ser feita cautelosamente e você precisa estar seguro (a) para usar, se não ficará estranho.

Dei uma recolhida em imagens do último São Paulo Fashion Week e Fashion para ilustrar  o que eu estou dizendo.

Viu como a Osklen investiu em cores super acesas para o inverno?

Abaixo são os looks totalmente estampados e coordenados.

e vocês, usariam?

Juan

Color Time

Boa tarde minha moçadinha.
Como estão nesta terça-feira cinzenta? (pelo menos a vista da minha janela está cinza)

Pois para alegrá-la vamos falar de cores.
Eu já havido falado delas para o verão que já se findou, porém elas resistem bravamente na estação mais fria do ano. O que é muito bacana, nada como uma calça colorida para descontrair os dias cinzentos do inverno.

Várias marcas investiram pesado nas calças e bermudas coloridas, e pode parar com o argumento “ah, que coisa mais Restart”, as calças vem num corte mais soltinho e muito interessantes.

Além disso, não podemos esquecer que no inverno as cores ficam mais pesadas, então vale a pena investir em tons terrosos.

A Renner produziu calça nestes tons, assim como a Richards. Mas estive na Osklen no último domingo e vi calças laranjas e azul klein/bic bem acesas.

Ou seja, ficou claro que a tendência cabe em todos os bolsos e vai do social ao esportivo, dos tons terrosos aos luminosos. O negócio é perder o preconceito e dar uma alegrada no inverno que vem chegando.

Juan

MODA CAMP 2012

Boa tarde,
olha eu aqui de novo…

Nos próximos dias 26 e 27 de Abril o Istituto Europeu de Design (IED), promove o segundo Moda Camp, um evento dedicado à galerinha esperta da moda, seja você, estudante, estilista, jornalista, blogueiro ou apenas interessado no assunto.

Com uma programação montada em cima de temas sugeridos pelos próprios participantes o Moda Camp, é um evento informal e conta com palestrante super experts nos temas.

Aí você vai reclamar igual a Lorena e falar: “Ah Juan, mas é em São Paulo, no meio da semana, não posso ir!” WROOONNNG! Quer dizer, o evento até em SP e no meio da semana, porém ele acontece online, sim Brasil, você acompanhar do conforto do seu lar ou disfarçadamente no seu trabalho.

A programação você encontra aqui e as inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui.

Vai perder essa chance?

Juan

Fim de semana de Rock, bebêzzzrrooiinnc!

Nada melhor pra estragar um post do que colocar no título um meme mais do que ultrapassado, concordam?

E aí meus leitores?

Como foram de feriadão? O meu foi ao lado da Loreninha mais gordinha do mundo, ou seja, foi muito bão!

Fizemos vários passeios turísticos pela Cidade Maravilhosa e curtimos noitadinhas bem tranquilas, além do fato da Lorena ter realizado um sonho, Cantar num karaokê!
Porém, enquanto curtíamos dias tranquilos no Rio uma galeria animada se preparava pro super festival internacional Lollapalooza, que trouxe muita coisa Rock-hipster-indie-hype-cool para o Jockey de São Paulo.

É claro que como todo festival de música, o Lolla atraiu muita gente interessante e cool, com um visual super bacana. Para isso fiz uma montagem com alguns looks furtados da internet. Queria também ter feito uma com os famosos, mas como todos estavam no camarote de uma marca de chiclete (me senti a Rede Globo agora ignorando o nome Trident) e eram obrigados a usarem um abadá tosco, acabei desistindo.

Se você foi ao Lollapalooza e quer aparecer aqui, manda sua foto pra gente, tá bom?

Boa semana!!!

Juan

A moda dos cariocas

Chegamos ao final de mais uma semana de moda carioca, foram muitos desfiles divididos em todos os eventos que acontecem na cidade (Fashion Rio, Fashion Business, Rio-à-Porter e o Moda Hype). Para mim teve um gostinho especial porque pela primeira vez participei desta semana de alguma forma.

Porém vamos falar do que a gente gosta de ler: moda. Não quero fazer um balanço geral de tendências, porque isso vocês podem ler em qualquer lugar e ninguém melhor do que Lilian Pacce e Glória Kalil para escreverem isto. Mas uma rápida olhada nas fotos e vídeos deixa claro que os tons terrosos chegam forte neste inverno e de mãos dadas com os metalizados como ouro-velho e cobre.

Dei uma pinçada nos looks masculinos que encheram meus olhos e que provavelmente levarão uma boa parte do meu pobre salário.

Realmente eu não fiz uma seleção de tendências, mas sim uma escolha de looks que eu usaria, afinal o notsoit tem a proposta de trazer a moda para a realidade do nosso mundo.

-Fiquei realmente encantado com as camisas do Paulo Rocha, ele trabalhar com transparências e tem um corte maravilhoso.

-Eu amo caveiras, acho uma estampa que vai do retrô ao modernasso, e a do Herchcovitch é apaixonante.

– O desfile da Ausländer é sempre delicioso de assistir, minha vontade é pegar todos os looks e já colocá-los no meu armário.

– Eu amei esta estampa de ventilador da R.Groove, tem uma cara de Versace dos anos 90, por sinal estas estampas estão bombadas, vide-se o sucesso da coleção da marca para a H&M.

– O total jeans da TNG e as maxi t-shirts da 2nd floor já estão no meu cotidiano.

– O shape reto deste look da OEstudio é algo que sou fã. Não tenho nenhuma peça assim, mas acho diferente e interessante.

E vocês, gostaram de algum destes? ou não?
Comentem sua opinião.

Até mais,
Juan

Not so review: Projeto Fashion

Boa tarde meus leitores que assim como eu ainda devem estar ignorando as luzinhas e árvores de Natal e fingindo que ainda está em agosto.

Preguiça natalina a parte, vamos ao nosso review, ou melhor not so review, semanal do meu, do seu, do nosso reality de moda favorito (O Único) da TV Brasileira.

Estamos na beiradinha para a final e o a qualidade dos looks apresentados estão dando um trabalhão para os jurados eliminarem os participantes. Por isso mesmo, neste último episódio, não houve eliminação. Mas como assim, Juan? Vamos lá!

O desafio era baseado no MAXTON da EMBELLEZE (jabá) que pedia aos estilistas uma peça duas em uma, assim como a mulher embelleze, que é dinâmica, batalhadoraZZzzzZZzZZZZzz.

Os resultados foram tão bacanas que decidi mostrar os quatro aqui.

O primeiro look é o da Cynthia que vira e mexe está entre as minhas favoritas, ela sempre tem uma ideia bem arquitetada e um acabamento impecável. Ela foia  vencedora do desafio e já garantiu lugar na final do programa.Esta peça ainda tinha mais uma variação, era possível tirar a gola e as mangas transformando em um coletinho. Lindo!

A Helena me surpreendeu positivamente, achei a roupa dela mais comercial de todas. Meninas, digam se vocês não usariam qualquer uma destas peças, a camisa-vestido ou a camisa com calça? Achei bacaníssima!

O Acácio é o Acácio, sempre simples, elegante e moderno com tanto minimalismo, a camisetinha que vira vestido é tecnologia e não feitiçaria. Achei inteligente e muito usável.

A Talita para mim foi a mais fraca do desafio, o look com a calça é lindo, tanto que fiz questão de colocar a imagem com o decote das costas, achei muito bonito e bem diferente do que a Talita sempre faz, mas o vestido não funcionou muito, ficou deselegante e com uma silhueta muito ruim.

E vocês o que acharam?

Juan