Not-so-look do dia: Blazer e jeans

Começando mais uma semana já com o sentimento de que essa vida adulta não dá trela pra ninguém.

imagem: google

Como eu acordei hoje querendo nunca mais ter que trabalhar, ou ganhar dinheiro, ou lutar pela minha sobrevivência, tive que me vestir de modo a esconder todo esse sentimento destrutivo. Como? Sendo adulta! E como ser adulta em apenas um passo? Usando um blazer!

Nós falamos muito de blazer aqui e, apesar de amá-los muito, não é uma peça que eu uso toda semana. Hoje, o friozinho estava presente e foi ele que me salvou. Vamos à produção nada complexa (e com foto de celular):

imagem: not so it

 

imagem: notsoit

Desnecessário o close no pé, né? Malz ae.

Blazer: Renner 
Camiseta listrada: Keeper
Jeans: roubado do armário da mãe, tenho nem ideia de onde é
Sapatilha: C&A
Bolsa: Rainha de Laço

O blazer da Renner já é bem antiguinho. Na época, foi uns R$120. Vale ressaltar que eu comprei um outro blazer E-XA-TA-MEN-TE igual, com o mesmo acabamento interno (e até com um botão mais bonito e uma etiqueta “Zara” pra completar) no Ebay, e custou $12. Sem frete. Pois é.

A sapatilha foi R$29,90 e também é bem antiga. Se eu tivesse algum compromisso mais sério, até colocaria um salto. Mas, como iria ficar sentadinha no escritório da Not so it o dia inteiro, achei que não teria problema quebrar a “adultice” com a sapatilha engraçadinha. Pra não ficar tudo “combinandinho” de preto, branco e vermelho, escolhi essa bolsa amarelona, que deu uma bagunçada boa no esquema de cores, mas eu nem liguei. De resto, é blusa básica de malha e o jeans dobradinho (que, diga-se de passagem, não me serviu, mas a gente usa mesmo assim).

Maquiagem quase inexistente com o BB Cream da L’Oréal, blush rosinha e rímel. Pá pum.

Essa semana voltamos com mais coisas da vida de uma not-so-it girl.
Ah, e obrigada a todo mundo que comentou no último post de desabafo e elogiou o texto. Lágrimas rolaram de emoção! ❤

Beijocas e boa semana pra todos nós! 

Lorena

Not-so-look do dia: Jaws, calça masculina e meu sapato favorito

Em um dos primeiros “not-so-looks do dia” que eu postei aqui no blog (saudades 2011) (só que não mesmo), eu expliquei que o título da tag não era à toa. Realmente, vocês nunca vão ver produções mega elaboradas por aqui, porque não é assim que a banda toca no coreto da Lorena. 80% dos dias eu acordo sem qualquer inspiração e eu sou uma bagunça na hora de escolher o que vestir. Tem dias que eu me sinto a pessoa mais alternativa dentro do rock no mundo, outros eu acho que sou a executiva de contas de uma multinacional. Com isso, vem uma DISLEXIA FASHION (sério, vou patentear o termo) absurda, que resulta em manhãs vestindo tênis e camiseta, tardes de saia lápis e camisa de botão e noites de saia bandagem e tomara-que-caia (essa última parte é mentira).

Como eu atualmente ando numa DIETA FASHION INVOLUNTÁRIA devido à mais pura falta de dinheiro, o que eu mais faço é repetir roupa e acessório. E cabelo. E maquiagem. Nesse dia, eu fui tomar uma cerveja com o namorado e não tinha razão para emperequetamento (do verbo “emperequetar”). Por isso, fui direto no que não tem erro pra mim:

imagem: notsoit

Camiseta: Marisa;
Calça jeans: C&A;
Bolsa: Ebay;
Espadrilha: Renner;
Acessórios: Rita de Cassia, minha mãe.

A espadrilha comprada no Rio (que eu conto aqui) virou meu sapato favorito de todos os tempos. A bolsa… bom, é a única preta que eu tenho at the moment. A camiseta é a mais linda paixão, diretamente da Marisa por míseros R$19,90. E a calça tem um truquezinho (que eu já dei spoiler no título): ela é masculina!

Eu tenho 1,76m de altura e visto 44. Pode parecer bobagem, mas é impossível achar calças jeans pra mim. Elas ficam curtas e geralmente, quando ficam boas na cintura, ficam largas no bumbum e na perna. Então, um dia, resolvi fazer algo diferente: experimentei uma calça masculina e funcionou! Claro, não são todas. Eu procuro as slim e skinny da C&A, com elastano, sempre uns dois números menor do que seria a feminina (a doce ilusão de se vestir 40). Elas têm a cintura mais alta (amor ❤ ) e ficam num comprimento ótimo pra mim. Então, meninas que sofrem com isso, façam o teste! E me contem aqui se deu certo!

Prometo trazer, caso seja do interesse de alguém, algumas fotos mais detalhadas de acessórios – quando valer a pena!

Beijos!

Lorena

Pechinchando no Rio, Forever 21 e not-so-look do dia

Título caótico, só porque esse post vai falar desse tudo mesmo!

Semana passada fui ao Hill de Janeiro visitar Juanito Sensação com exatos zero reais na carteira. Longe de mim ter a intenção de comprar qualquer coisa com zero reais na carteira, mas eu juro, tô virando muito mestre em achar as coisas mais legais nos preços mais esdrúxulos (“esdrúxulo” aqui é um adjetivo positivo, ok?). Daí a esperança não morre.

Fomos até a… URUGUAIANA!

fist-pump-crying-gif
Eta lugar maravilhoso! Tudo lá é tamanho família: capinha de celular do tamanho da mão do Michael Jordan, fones de ouvido que mais parecem um escafandro, paletas de maquiagem Jasmine 3D com 296 cores de sombra e 3 blushes… tudo por aproximadamente R$2. Fui cavucando, cavucando pra ver se encontrava alguma coisa, mas acabei trazendo pra casa apenas um batom da Fenzza, que eu sabia que era baratinho e de boa qualidade. Comprei o da linha Passion, número 05. Ele custou R$3,80 e eu gostei bastante da cor. Como tenho uma pele muito rosada, o fundo azulado dele combinou bem. A durabilidade é a de um batom cremoso: sai relativamente fácil, mas deixa a boca com um pouco de cor.

Imagem: notsoit

Imagem: blog Beauty Day

Imagem: blog Beauty Day

Já tinha ultrapassado a minha verba quando gastei esses R$3,80 e achei que a minha SHOPPING SPREE tinha acabado por aí (corta a cena pra um vídeo meu desses de “fashion haul”, onde as blogueiras mostram as compras que fizeram. Só que o meu vídeo tem 20 segundos  e eu mostro UM batom de menos de R$4). Até que fomos nos aventurar pelo Village Mall, lugar “onde os pobres não têm vez”, lar da nossa doce Forever 21 brasileirinha. Vou resumir a Forever 21 em algumas frases pra vocês: fila de meia hora pra entrar, fila de mais meia hora pra experimentar, mais uma fila de umas duas horas pra pagar. Acham que eu fiquei lá? Ramás. A galera SUUUPER DESCOLAAADA (sotaque paulista) que trabalha lá estava na porta pedindo pras pessoas voltarem durante a semana (fui num domingo).

Nos cinco minutos que eu andei pela loja, vi muitos acessórios baratos, mas tudo no esquema maxi-fluo-franja-pedra. Ou seja, zroinc. Achei que ia morrer com as roupas, mas não morri. Achei tudo fuén, de material mediano. As coisas mais bonitas estavam na faixa de preço da Renner (R$89,90, por aí), então não achei assim tão baratinho.

Mas falando nela… ah, Renner. Vamo voltar? A gente se separou quando comecei a não poder comprar nem blusinha de malha lá. Os preços foram subindo e a gente se afastando. Mas a Renner do Barra Shopping, cara… é igual quando você encontra o ex-peguete que agora tá forte e bonito. Dá raiva, mas você fica balançada ❤ Rodei, rodei e rodei. Experimentei umas saias lindas de R$39,90, estilo skater, com cinturinha alta, mas lógico que o esquema de tamanhos era 36 ou 48. No fim das contas, acabei me apaixonando por uma espadrilha de brilho:

imagem: notsoit

 

Na etiqueta, R$39,90. No caixa, R$29,90. Como não amar?

“Mas Lorena, espadrilha é sapato de verão, né…”. Verdade, mas pé de pobre não tem estação. Acabei usando ela hoje de um jeitinho que eu achei que não fugiu tanto do esquema outono/inverno. O fato de ela ser preta também colabora bastante!

É de celular, mas é de coração

É de celular, mas é de coração

imagem: notsoit

 

Calça: C&A
Camisa de cavalinhos: C&A
Camisa de cima: Carrefour
Espadrilha: Renner
Bolsa de franjas: Ebay
Anel: Saryta Semijoias

Queria ter combinado tudo com uma bolsa mais estruturada, mas no caso, tá em falta. Aí acabei aceitando a de franjas mesmo, e ainda achei que fez sentido junto com a espadrilhazinha.

No fim das contas, curti bastante minhas pechinchas!

Beijos e até a próxima!

Lorena

 

Not-so-look do dia – Verão!

Boa tarde, caros amigos!

Hoje finalmente o tempo abriu na Princesinha de Minas e a gente começa a sentir vontade de se esticar na areia pra tomar um sol. Só que aqui não tem areia, então a gente fica trabalhando mesmo.

Então vou mostrar pra vocês uma roupa que usei no domingo pra ir visitar meu amigo Juan no trabalho. Gente, eu tenho plena noção de que os “looks do dia” aqui do blog não são como os dos outros blogs por aí. Não envolvem produções elaboradas, e por isso mesmo são “not-so-looks do dia”. Esse, por exemplo, quis mostrar pra vocês por dois motivos que explico depois. Saquem só:

Pois então… vestidos e saias longas são muito a cara do verão. É delicioso sair de longo nesses dias quentes e quase sempre desconfortáveis. Esse vestido é da Marisa, e custou… (rufem os tambores)… R$39,90! Sério, eu não acreditei! Quando o peguei na arara, ele estava R$49,90. No caixa, menos R$10! Ainda levei uma calcinha pra casa! Hahaha

A outra questão do vestido são as cores. Há uma mescla de cores escuras e claras, o que acho que ajuda quem é mais gordinha e acha que não pode usar vestidos longos. Tem também a estampa: apesar de ser menor e cortada em blocos, o que “achata”, ele tem esses desenhos verticais que podem disfarçar esse problema. É um vestido bacana que as baixinhas e gordinhas podem testar. Eu gostei dele bastante no corpo, apesar de ter ficado um pouco curto.

Adorei a amarração com “couro” atrás! Ignorem a tatuagem tosca feita com 14 anos e foquem na estampa, que é lindinha!

Beijos, meninas e meninos do meu Brasil!

Lorena

Not-so-look do dia: meu cropped top

“Nem só de monografia um homem viverá, mas também de diversão” (MARLEY, Bob).

E se ele diz, eu sigo a recomendação, e por isso vim aqui falar com vocês! Oi gente!

Bom, anteontem falei de cropped tops e comentei que havia comprado um. Pois bem, vim mostrá-lo a vossas senhorias! Prontos pra ver um book de Lorena? (gritos de horror)

Olha, pode ser que eu tenha sido cegada pelo preço (R$19,90), mas eu achei ela uma gracinha e super usável! Como eu havia recomendado no post, coloquei com uma saia de cintura alta, pra não aparecer nem um pinguinho de pança, porque ninguém é pago pra ver isso, né?

Comprei ela aqui em Juiz de Fora, na Tazza, uma loja que eu tinha um super preconceito. Me calei, porque achei, além dessa blusa, um vestidinho de laise lindo por R$89,90, mas ele ficou mais curto em mim do que essa blusa aí, ó.

Bom, como já dito, ela custou R$19,90, a saia é C&A (R$59,90) e o cinto é (é sério, se segurem): TSUNAMI MODAS! HAHAHAHAHAHAHA É de m-o-r-r-e-r, eu sei! Mas são três cintos por R$10, como uma leitora já tinha dado a dica num comentário! E os cintos são super aceitáveis, tem de todas as cores MESMO. Até tinha tirado umas fotos dos que eu comprei pra mostrar, mas elas ficaram horríveis, então deixei pra lá (assim como deixei a minha raiz pra lá também, olha o tamanho dela, Jesus).

A cara de idiota e a mão-na-cabeça-crônica-em-fotos são minhas mesmo, e não têm preço.

Tenho medo de perguntar, mas… curtiram?

Beijos,

Lorena

Meu querido Topete!

Inspirado no post de ontem da Lorena, resolvi fazer um post sobre os topetes para nós rapazer. Quem me conhece pessoalmente sabe o quanto eu gosto deste penteado e do meu topete. Quem me conhece também sabe o quão camaleão eu sou quando o assunto é corte de cabelo, já usei de todos os jeitos, raspado, franja, mullets (tenho saudade em especial deles) e há mais de um ano venho cultivando meu topetão, sendo que eu também vario ele, deixando maior ou menor.

Não vou contar toda a história desta forma de arrumar o cabelo, mas o inspirador todos devem imaginar que foi Elvis Presley, não que ele tenha inventado, mas sim popularizado dentro da sua legião de fãs e roqueiros cheios de atitude.

Desde o verão passado a cabeleira armada vem “fazendo a cabeça” (ai como eu era doido pra usar essa expressão) de muita gente pelas ruas e dos famosos também!

Como o “falso bagunçado” de Zac Efron

O moderninho e armado do Bruno Mars

E até mesmo Justin Bieber!

Dá para fazer de todas as alturas, isso que é bacana, dá para ter um look certinho, descolado, modernão e muitos outros. O corte funciona em qualquer formato de rosto e para qualquer estilo.

Eu confesso que já sofro de uma paranoia, acho que meu cabelo nunca está suficientemente alto. É tipo clarear o dente, nunca está branco bastante,sabe? Hoje em dia meu corte está assim, variando a altura de acordo com a quantidade de spray minha boa vontade.

E aí, curtiram? Querem ver como faz? Clica aqui!

Juan

Not-so-look do dia: Mama Edition

Bom dia galera animada da segunda-feira!
Espero que todos tenham tido um final de semana tão animado quanto o meu e o da Lorena, festa atrás de festa…
Estou brincando, não foi tudo tão parado assim. Sexta fui a um aniversário de um casal de amigos da minha família e minha mãe estava tão dentro do conceito do notsoit que eu resolvi fazer um not so look do dia com ela!

20111031-113725.jpg

Normalmente minha mãe, como toda mulher, vai a estes eventos de vestido, mas dessa vez ela resolveu inovar com uma pantalona e um top que no total não somavam mais de R$ 300,00, que eu acho super justo para um look festa. Os brincos são da TINNA e na época que foram comprados, há uns quatro anos, não tinham esse preço de joalheria que eles tem hoje. A pulseira é bijouzona mesmo e nem sei de onde! O resultado final foi uma mãe lindona, adequada ao físico e a idade e super bacanuda.

Gostaram?
Juan